quinta-feira, 21 de maio de 2020

Alma, um sentir sem fronteiras...


Basta uma breve pausa
Para ouvir o que há por dentro.

Há tanto que o coração sente
Às vezes sem razão ou motivo
Mas vibra e pulsa mesmo sem saber porque.

Há tanta coisa que a gente vê e não entende...

Aos poucos descobrimos 
Que ainda falta muito para aprender.

A nossa limitação vê apenas uma parte da grande arte maior.

É preciso ampliar os horizontes
Conhecer novos caminhos
Adquirir conhecimento
Aprender com o tempo
Ler nas imagens cada mensagem
Que a vida presenteia.

O nosso corpo é pequeno para guardar tanta informação,
Por isto existe a alma
Um lar sem limites,
Um sentir sem fronteiras,
Um fluir por toda a eternidade.

Para voar é preciso
Um querer além
Uma fé inabalável
E um amor incondicional.

A cada dia construa pontes,
Deixe no rastro um caminho iluminado
Para que outros sigam e alcançem 
A magia da sabedoria.


Tânia Gorodniuk


Nenhum comentário:

Um sentir que ousou voar...

Quando a noite bate a porta Num silêncio mudo O coração sente tudo. O corpo sente O que na mente chega Enquanto os sentidos fazem festa Ecoa...