domingo, 17 de maio de 2020

Entre erros e acertos a obra se faz perfeita.



A gente aprende constantemente
Enquanto entende que viver é um eterno aprendizado.

Que errar faz parte
Quando tentamos acertar outra vez.

A obra é feita entre riscos e rabiscos
Entre erros e acertos
Na busca do conhecimento
No ousar abrir o olhar
No sentir sem tocar
No ser só por amar
Viver e estar neste lugar.

A gente vive enquanto toca o mundo de dentro para fora
Enquanto se permite experimentar o novo
Em transformar o que somos
Na melhor versão do que seremos.

A gente cresce enquanto cai
A gente amadurece enquanto chora
Por não compreender na hora o porque da dor.

A gente muda quando percebe o quanto ainda falta aprender
E que é necessário um querer maior que o medo
Para conquistar a evolução completa.

Enquanto corpo somos um sopro
Enquanto alma somos a eternidade.

Gratidão por este instante em que a alma iluminou o meu coração e desenhou nas palavras um sentimento.


Tânia Gorodniuk

www.tginspira.com.br

Nenhum comentário:

Um sentir que ousou voar...

Quando a noite bate a porta Num silêncio mudo O coração sente tudo. O corpo sente O que na mente chega Enquanto os sentidos fazem festa Ecoa...