sábado, 25 de janeiro de 2020

Ser feliz...


Ser feliz é...

Despir-se das responsabilidades impostas e voltar a ser a essência, ser criança. Naquela época de inocência tudo era possível e o impossível inexistia.

Andar olhando um caminho de formigas trabalhando, jogar pedrinhas na água e ver as ondas em volta, fazer um barquinho de papel, fazer bolhas de sabão, soprar um dente de leão...

Tempo em que o não saber era sinônimo de felicidade.

Ser feliz é continuar a acreditar no mundo e tudo o que nele há. É saber que o bem vale a pena e que o amor é a nossa única fonte.

A criança não questiona em dar ou receber, ela simplesmente doa-se por completo.

Devemos acreditar nesta beleza, nesta grande sabedoria que por algum motivo deixamos para trás e a esquecemos, a magia de viver.

Não importa rótulos, diplomas, pois neste mundo de luz o que importa é o coração, suas emoções e princípios.

Que possamos nos despir de todas as coisas que impedem a aparição de nossa essência interior, sermos interamente pessoas puras de pensamento acreditando e agindo por um mundo melhor.

Ser feliz é enxergar com os olhos da alma aquilo que os nossos olhos materiais não são capazes de captar: o impossível.

Que o amor ilumine os corações trazendo a tona a nossa criança interior, a essência que o mundo carece para evoluir.


Tânia Gorodniuk

www.tginspira.com.br

Nenhum comentário:

Em tempo presente...

A vida se faz em tempo presente, O ontem já foi E o amanhã ainda nem chegou. A realidade é o agora, A oportunidade é o hoje. Tudo acontece q...