O amor não é somente entre duas pessoas que se gostam. Amor é por si mesmo, pela vida, por tudo que nos rodeia.

Mais amor nas atitudes, nos gestos, no olhar, no sorriso, nas palavras e principalmente mais amor no coração.

Amor não é algo que se bebe como vitamina, amor é algo que se semeia, cultiva, dia a dia. Há dias que ele seca, então é preciso forças para que ele volte a florescer. Amar enquanto o amor floresce é lindo, mas amar quando ele adoece é divino.

O amor é um sentimento de satisfação plena, uma sensação de puro prazer, é tão forte que as lágrimas correm tamanha a felicidade. Começa com um frio na barriga, invade o peito e transborda através de nossos cinco sentidos. A boca automaticamente sorri, os olhos lacrimejam sem querer, nossas mãos sentem a necessidade de abraçar o mundo, nossos ouvidos conseguem ouvir a canção do vento e o nosso olfato sente o aroma da natureza entrando num estado de êxtase.

As palavras são falhas na descrição desta sensação divina. Sentimos uma alegria tão grande que temos a vontade de sair dançando pelas ruas como crianças. É neste exato instante que somos verdadeiros em nossa essência. Sem se preocupar com o que estamos fazendo, quem está vendo, onde estamos, queremos apenas extravasar esta alegria. Não importa se nos sentimos bobos quando estamos amando, o que importa é que estamos felizes.

Quando estamos nesta sensação plena é como se o mundo parasse e pudéssemos ver o amor se materializando através de nossos olhos.

Há amor entre as árvores, flores, animais, pessoas, enfim tudo parece estar dançando a canção do amor.
Sinta esta emoção e perceba que a vida vale a pena, cada minuto é importante para chegar a plenitude de amar!

Desejo hoje em especial amor à todos.

Que possa ter uma vida plena de emoções, pois estas são a nossa energia em busca de um mundo melhor.

Lembre-se amar te faz ser na essência o ser melhor, amar te faz ser luz.


Tânia Gorodniuk