quinta-feira, 6 de julho de 2017

Momentos...


Momentos...
Instantes únicos
Em que a pedra se quebra
E o que há por dentro reluz.

Momentos
Pequenos movimentos
Que por hora cessam
Para que a gente pare para observar
O que há internamente.

Momentos
Lições que a vida traz de forma única
Que a gente não esquece jamais
Quando por segundos o vento tocou...

Momentos
Às vezes silenciosos,
Turbulentos...
Que remexem tudo por segundos
E refazem o que a gente construiu.

Momentos
De pura ventania
Que limpam o terreno
Para uma nova construção.

Momentos
Que às vezes a mente não entende,
Nem o coração.

Momentos
Em que a vida pára
E como joia rara
Desvenda o segredo
Que a gente nem sabe que existe
Mas guarda há tempos dentro do peito.

Momentos em que a gente perde o remo
Para libertar as asas.


Tânia Gorodniuk



Nenhum comentário:

Deixa chover quando algo apertar...

Quando por dentro algo apertar Deixa chover Solte o que sufoca Liberte o que sente no ar. Às vezes é preciso desaguar Deixar o que sen...