segunda-feira, 4 de maio de 2020

Um dia quem sabe o céu novamente se abre...


Uma lembrança
Um sentir que marcou
Um toque eternizado
Ousou romper o silêncio
E aflorar outra vez.

Um dia quem sabe
O céu novamente se abre
E eu possa outra vez
Sentir o que me fez.

Foi numa manhã serena
Num jardim
A luz ousou tocar a alma
Enquanto o corpo enlouquecido
Vibrava sem parar.

Há quem diga que somos terra
Outros ar
Alguns fogo ou água
Somos sentidos, sentimentos
Que vão e vem
Que atravessam o tempo para lembrar
Que o que é bom eterniza
Cria vida em outro lugar.

Um dia quem sabe
Uma porta se abre
O coração entenda
O que a alma já sabe
E assim desvende o que há na eternidade.


Tânia Gorodniuk

www.tginspira.com.br


Nenhum comentário:

Um sentir que ousou voar...

Quando a noite bate a porta Num silêncio mudo O coração sente tudo. O corpo sente O que na mente chega Enquanto os sentidos fazem festa Ecoa...