sábado, 12 de agosto de 2017

Além de tudo...



Tudo nasce
Tudo flui
Tudo voa
Tudo acontece
Tudo vive
Enquanto sopra
Enquanto toca
Enquanto a gente permite
Enquanto a gente observa e sente
Que tudo,
Simplesmente tudo, nos faz.

Mas como tudo
Há uma hora para se completar.

E o que a gente faz para eternizar?

Sente cada vento
Olha cada movimento
Escreve por dentro
Nas linhas do sentimento
Através dos sentidos
Permitindo assim,
Que tudo se eternize entre os tempos
E o que era para acabar se perpetue
Além da vida
Além do olhar
Além do mundo
Além de tudo.


Tânia Gorodniuk






Nenhum comentário:

Quando as mãos se unem...

A união das mãos Inicia o contato Com a nossa energia interior Assim começamos a conversar Expor nossos anseios Nossos medos Tent...