terça-feira, 4 de julho de 2017

Uma reflexão: Sozinho no meio da multidão. A doença do momento, solidão.


A gente nasce no meio
Convive entre
Porém vive na maior parte do tempo
Sozinho em pensamento.

Ninguém está preparado para ouvir
Não apenas palavras
Mas o silêncio que diz tudo
Mesmo mudo.

Não há tempo para olhar o nada
Para sentir sem pressa
Para dizer sem medo
Para escutar apenas
O que se tem a dizer.

O mundo carece de atenção
Estamos todos sozinhos no meio da multidão.

Que gosto tem ser
Se não for para compartilhar
Se não for para interagir,
Dividir, sorrir, chorar ou sonhar?

Somos todos unidos por um sentir
Aquele que toca e abre uma porta
Aquele que invade e transforma
Aquele que nos mantém vivos.

A gente vive entre muitos
Dizendo nada
Ouvindo tudo
E no final do dia
Repousamos uma mente solitária.

Hora de mudar
Ousar
Gritar
Fazer o mundo tremer
Dizer à todos
Cheguei.

Pouco importa a diferença
Quando na essência
Todos precisamos de alguém para ser.

Encontre numa curva qualquer
Alguém como você
Que espera na solidão da multidão
Uma voz, um abraço, um silêncio
Que aconchegue palavras ao vento.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

Amigo...

Amigo é aquele Que te sente Que escuta o teu coração Que enxerga além do corpo Que toca num sopro A alma da gente. Amigo é um...