terça-feira, 25 de julho de 2017

Navegar em mar aberto...



Vou navegar
No imenso mar que me inunda
E a cada noite me leva
Para viajar.

Fui navegar por dentro
Em pleno sentidos e sentimentos
Tentando em vão entender
O que por fora aflora
O que me faz a cada olhar.

Sou um mundo de emoções
Sou movida pelos sentidos
Sou o que o vento toca
E provoca o meu sorrir.

Sou como a  flor
Que beija ao amanhecer o Sol
E adormece na luz da lua
Se preparando para um novo florescer.

Quem dera pudesse
Abrir-se como livro
E ler o coração.

Quem dera a alma tivesse legenda
Para que assim a gente entendesse
Quando ela sopra ao coração
Uma mensagem num simples toque.

Mas a vida é uma viagem
Sem destino ou passagem
Ela apenas pede:
"Coragem!
Segue sem medo
Que eu te direi um segredo
Ali, em alto mar."

Estou seguindo em mar aberto
Destino incerto
Na luz do Luar.

Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

A minha casa possui asa, quando o vento toca, leva...

Vou contar O que rege a terra O vibra no ar O que no mar profundo Vive Meu mundo. A vida se faz num querer Num sentir Doce Ser...