segunda-feira, 17 de julho de 2017

Era uma vez...



Era uma vez...

Há muito tempo atrás
Numa pequena vila
Que por obra do destino chamava-se Bela.

Numa pequena casa morava uma pequena
Para ela a vida era pura magia
Não importava o que via
Ou que passava
Bastava olhar para o céu
E o pensamento voava feliz.

O tempo foi passando
E quase sem querer
A vida imitou a arte.

Em plena adolescência cuidava da casa, dos irmãos
E tentava no tempo de sobra estudar.

Seu dia começava cedo
Corria para dar tempo de tudo fazer
Tinha dias que ainda tarde da noite
Terminava os afazeres da casa
O dia começava às seis da manhã e terminava à meia-noite.

Como não possuía um quarto
Resolveu improvisar
Na laje havia um espaço
Rústico, pequenino
Ali seria o seu ninho.

Se divertia sozinha
Ao decorar do seu jeito.
Lá era feliz
Lá a felicidade reinava
Mesmo com os intrusos amiguinhos
Pequenos ratinhos
A vida era pura diversão!

Coincidência ou não
Um tempo em que o filme Cinderela realmente aconteceu
Até a parte da madrasta
Quanto ao sapatinho e o príncipe
Estes ficaram apenas no filme.

Mas a menina cresceu
O tempo passou
Muita coisa mudou
Mas uma coisa permanece
Todas as noites a mesma viagem flui
Quando ao olhar pela janela
O coração sente
Que em algum lugar
Algo acontece
E um dia há de chegar.

Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

Felicidade é um sorriso!

Lá fui eu viajar nas ondas do sentir... Há vinte anos atrás Morei em Moema Logo depois que casei O Bruno, meu primeiro filho, prati...