sexta-feira, 16 de junho de 2017

Quando a alma cala, o corpo grita!



Recebi e estou repassando...


"Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico:

O resfriado ocorre quando o corpo não chora.

A garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.

O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.

O corpo engorda quando a insatisfação aperta.

A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.

O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.

A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.

As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.

O peito aperta quando o orgulho escraviza.

O coração enfarta quando chega a ingratidão.

A pressão sobe quando o medo aprisiona.

As neuroses paralisam quando a"criança interna" tiraniza.

O plantio é livre. A colheita, obrigatória."


Descubra o que te prejudicou e coloque para fora, em conversa com

amigos ou com um profissional, que você se cura.


Sua saúde e sua vida dependem de suas escolhas.

Escolha ser feliz!

Porque uma criança não tem dores? Ela coloca tudo o que pensa para fora sem se importar com quem vê ou ouve.


Tânia Gorodniuk



Nenhum comentário:

A felicidade encantada

Esta noite Eu quero uma estrada Que leve o meu sentir Até onde o coração pousa Aconchega E ousa ser feliz. Quero encontrar O que ...