sexta-feira, 7 de abril de 2017

Ser simplesmente folha...


Tem dias que precisamos ser folha 
Aquela que se desprende do ninho 
Que se solta no Universo 
E se aventura pelos ares. 

Às vezes é preciso soltar as amarras do passado 
E seguir rumo ao futuro desconhecido. 

A vida pede a cada amanhecer: 
Liberte-se do ontem 
Aproveite o hoje 
E deixe o amanhã acontecer. 

Para hoje: Sentir livremente o doce sabor da vida. 


Tânia Gorodniuk


Nenhum comentário:

Uma carta ao tempo...

Será que vale a pena? Será que alguém entende? Será? Será que as palavras ainda são capazes de levar o que se sente? Será que os ...