domingo, 16 de abril de 2017

Há amores...



Há sempre o que fica,
Permeia,
Eterniza e nos faz.

Há amor que  chega,
Encanta,
Aproxima,
Molda,
Transforma ,
Permanece,
Cresce e floresce
A cada toque
A cada vento
A cada sentir...

Há sempre aquele que inunda por dentro
Que transborda por fora
Que queima
Incendeia
Que nos move a cada olhar
Que nos faz prosseguir
Mas ondas do sentir.

Há amores que vibram
Conectam
Iluminam
Cada vez que um vento toca
Fazendo a vida valer cada segundo
Formando um mundo dentro de nós.



Tânia Gorodniuk






Nenhum comentário:

Uma carta ao tempo...

Será que vale a pena? Será que alguém entende? Será? Será que as palavras ainda são capazes de levar o que se sente? Será que os ...