segunda-feira, 27 de março de 2017

Um toque, um olhar, um sentir, uma viagem, um vento...


Um certo dia
Numa curva qualquer
O vento perguntou a quem passava:
Do que você é feito?

O ser humano parou, pensou, refletiu, voou e respondeu:

Sou feito de tudo um pouco
Do Sol que permeia
Da Lua que encanta
Dos pássaros que cantam
Do barulho das árvores
Do aroma das flores
Do vento que sopra e toca em mim o sentir.

Sou tudo o que não se vê
A luz de um sorriso
O brilho de uma lágrima
A dor da solidão
O silêncio das palavras
O sentir que toca e provoca o pouco em tudo
Um ponto num mundo.

Sou o meu olhar
O outro sorrir
Os lugares que vejo
Os livros que leio
As viagens que faço
Ao fechar os olhos
E libertar a alma para voar.

Sou pensamentos
Desejos
Coragem
Sou a vida em movimento
Sou talvez
Um vento que sopra
Hoje aqui e amanhã em outro lugar.

O que sou?
A vida que escreve
As ondas que permeiam
A luz que define em traços suaves
A imagem que por hora sou.


Tânia Gorodniuk









Nenhum comentário:

Um amor coragem...

O que me inspira e me faz flutuar Quando por algum motivo o chão se abre? Um amor coragem Um sentir que chega Abraça e aconchega ...