sábado, 11 de fevereiro de 2017

Para fazer a diferença, sinta!

Foto by Christine Louise Sitton


"Eu gosto de olhos que sorriem, de gestos que se desculpam, de toques que sabem conversar e de silêncios que se declaram." (Machado de Assis)


Nem sempre é preciso falar
Quando o corpo exala o que sente 
Seja num olhar 
Seja num gesto 
Seja num toque 
Ou até num simples silêncio. 

Para fazer a diferença 
Aprenda a ler o que não se escreve 
Mas se diz de forma muda 
O que há dentro do coração. 


Tânia Gorodniuk






Nenhum comentário:

Uma carta ao tempo...

Será que vale a pena? Será que alguém entende? Será? Será que as palavras ainda são capazes de levar o que se sente? Será que os ...