terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Desarme-se, mergulhe e sinta a vida tocar diferente.



Você se descobre enquanto se desarma
Enquanto despe o corpo e liberta a alma
Sente o coração nas mãos
Sente a vida tocar
De dentro para fora
E de fora para dentro.

Às vezes é preciso despir-se de tudo
Buscar no mergulho mais profundo
A nossa essência que por algum motivo se perdeu
Enquanto a gente se vestia do mundo.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

A arte de amar...

A arte de amar Requer desejo Vontade De estar presente Se sentir latente O mundo tocar dois corações em um só olhar. Amar requer ...