sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Um olhar que se perde, um sentir que se encontra...



Tem dias que o vento traz no sopro
Um doce despertar.

Um olhar que se perde
Um sentir que se encontra
Um toque que une
Corpo e alma num breve beijo.

Não há explicação
Quando o querer grita
Quando o sentir explode sem razão
Coisas de um coração...

A mente voa
Enquanto o coração pulsa
Enquanto a alma vibra
Num toque de luz.

Há quem diga que é apenas um sentir
Há quem fale que é apenas um vento
Há quem sinta no corpo
Quando a alma transcendeu.

Nem sempre é preciso palavras
Quando o silêncio diz mudo
O que há entre dois mundos.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

A arte de amar...

A arte de amar Requer desejo Vontade De estar presente Se sentir latente O mundo tocar dois corações em um só olhar. Amar requer ...