segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Um pedido, uma prece, um desejo...


Todas as noites ao deitar
O corpo se aconchega
Relaxa a mente
E deixa o coração falar.

Peço a divindade
Que embale o corpo
Que leve e traga a alma num sopro
Que a refaça a cada anoitecer.

Peço que prepare a alma para voar
Que a energize a cada voo
Para ao amanhecer
Revitalizar o corpo para viver.

Não é religião
É fé no amanhã
É acreditar que hoje foi feito o melhor.

Fé é uma chama
Que ninguém vê, mas sente
Está sempre presente em nosso interior
É a chama do amor maior.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

Mudar, nem sempre é sinônimo de prazer.

A mudança nem sempre é prazerosa. A gente tem medo de mudar Até que um dia Depois de um tempo A gente muda sem pensar Num silencioso m...