sábado, 20 de agosto de 2016

Um doce despertar...



A vida é tão passageira
Um aprendizado tão rápido
Que a gente esquece
De todo o cuidado que a alma perece.

Somos um corpo em movimento
Somos um espírito em transição
Somos um coração que eterniza
A vida em outra dimensão.

O que levamos?
O que cabe por dentro
Em toques profundos
Através dos sentidos
No toque dos sentimentos.

Somos o que nos toca
E por dentro provoca uma reação.

Quem coordena o que fica
O que cabe
E eterniza
Somos nós
Designando a importância
O valor da nossa essência
Fruto de uma criação.

Quem somos?
Eternas almas aprendizes
Num corpo em evolução.

O mais importante é saber que somos imperfeitos
Mas com o direito de tentar sempre
A cada amanhecer.


Tânia Gorodniuk





Nenhum comentário:

Felicidade é um sorriso!

Lá fui eu viajar nas ondas do sentir... Há vinte anos atrás Morei em Moema Logo depois que casei O Bruno, meu primeiro filho, prati...