terça-feira, 12 de julho de 2016

Amo...



Amo a cada toque
A cada vento que sopra
Que traz no sopro
O gosto do amor.

Amo quando a memória chama
Quando o coração pulsa e suspira
Quando o corpo encontra a alma
Em apenas um olhar.

Amo quando por segundos
Esqueço o mundo
E encontro em mim o que há
O que vibra e me faz
Amar demais.

Amo fechar os olhos
Abraçar o corpo
Sentir o gosto
Tocar no ar
O que por hora toca e provoca um querer...

Amo nunca deixar
Que a chama apague
Que o amor acabe
Que o sentir floresça a cada amanhecer.

Amo dormir no aconchego
E num doce beijo sonhar.

Amo amar
Amo sentir
O amor em mim.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

A minha casa possui asa, quando o vento toca, leva...

Vou contar O que rege a terra O vibra no ar O que no mar profundo Vive Meu mundo. A vida se faz num querer Num sentir Doce Ser...