domingo, 29 de maio de 2016

Toca-me...



Como é gostoso sentir
Se entregar sem medo
Ao que vive por dentro.

A alma toca
No corpo provoca
O pulsar dos sentidos
Um a um exala, enaltece e nos faz.

Que o vento traga
O que na alma vibra
O que no corpo permeia
Trazendo um colorido à vida.

Se entregue quando algo tocar
Ame sem querer
Ame sem razão
Ame só para sentir
A doce emoção que é amar
Que é mergulhar nas ondas do amor.

Toca-me
Viaje no meu bem querer...


Tânia Gorodniuk





Nenhum comentário:

Mudar, nem sempre é sinônimo de prazer.

A mudança nem sempre é prazerosa. A gente tem medo de mudar Até que um dia Depois de um tempo A gente muda sem pensar Num silencioso m...