terça-feira, 19 de abril de 2016

Voar é sentir e ir sem pressa de chegar ou partir.



Na vida há voos rasos
Voos altos
Pousos momentâneos
Necessários apenas para uma pausa.

A cada voo
A gente sente a alma voar
O corpo se prende à terra
Enquanto o coração almeja viver
Uma doce ventura a cada amanhecer.

Enquanto algo te empurra para o voo
Algo te puxa para o chão
Nesta luta gravitacional
A gente descobre
Que é preciso ser leve
Desapegar
Tirar o peso excessivo
Manter apenas o sorriso no rosto
E o olhar focado no horizonte.

Voar é sentir e ir
Sem pressa de chegar ou partir
Usufruindo de cada imagem
Cada olhar.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

Somos na união um só sentir.

Somos eternamente luz Num corpo que procura Incessantemente Uma alma nua Que se desfaz cada vez Que os olhares se encontram Que os...