quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Sopro ao vento meu sentimento...



Sopro ao vento
Meu sentimento
Deixo ao anoitecer
Voar o meu amor
Ele encontrará um ninho
Um porto seguro
Que receba no aconchego
O beijo contido na bagagem
Saberá ler nas entrelinhas
O desejo do meu coração.

O amor é fogo que incendeia
Água que flui
Ar que permeia
Terra que floresce
E através dos sentidos voa sem razão.

Enquanto o coração procura
A alma sente, beija e abraça
Antes mesmo que o corpo receba
Este amor de presente.



Tânia Gorodniuk


Nenhum comentário:

A arte de amar...

A arte de amar Requer desejo Vontade De estar presente Se sentir latente O mundo tocar dois corações em um só olhar. Amar requer ...