sexta-feira, 31 de julho de 2015

Um abraço divino ao amanhecer!



Hoje às 8 horas da manhã acordei
E fui me encantar no meu doce cantinho de paz
Meu querido Parque da Água Branca
Este é o meu canto mágico (Foto).

Sentei-me como sempre faço
E deixei o pensamento seguir
O coração sentir
Fiquei por mais de uma hora sentada
Imóvel
Apenas sentindo a magia da natureza em mim.

E eis que num momento de descuido
Vejo meu lindo Bem-te-vi pousar numa árvore
Encantei
O meu olhar parou para suspirar
Foi então que a magia se fez
Mais uma vez.

Sem piscar
Percebo todas as árvores a minha volta me abraçar
Aconchegar o meu corpo
Afagar a minha alma
Que momento único
Inesquecível
Palavras não conseguem expressar
O que em mim fluiu
O que por dentro tocou
Quando o meu olhar se encantou.

Mais uma vez eu agradeço
Sentir a vibração divina
Receber a resposta que meu coração queria
Usufruir de um abraço cósmico
Tocando todos os sentidos.

Este é o meu canto especial em São Paulo
Todos que passam
E permitem sentir
Percebem que ali paira algo maior.

Meu ninho
Fonte de inspiração,
Conexão e energia.

Um dia iluminado
Encantado!

Encontre o seu cantinho mágico
E receba sempre que precisar
Um abraço divino!


Tânia Gorodniuk




quinta-feira, 30 de julho de 2015

Gosto de quem faz acontecer...



Gosto de gente ativa
Que vive a vida
Transforma
Direciona
Impulsiona
Amo quem vive acontecendo
Não importa se em passos curtos ou lentos
Mas sim em constante movimento.

Gosto de gente
Que vibra
Erra
Aprende
Transcende...


Tânia Gorodniuk



Desapega!



Desapega
O amor tudo liberta.

O que a gente prende não rende
Não floresce
Não vive.

A vida corre solta
Voa livre
E como pássaro vive
Se encantar, pousa
Se fizer bem, fica.

Deixe a vida livre no Universo
O que for seu, fica
O que for para acontecer, acontece.

Deixe o tempo passar
O vento soprar
Viva apenas livre
Sem pressa...

Desapega!


Tânia Gorodniuk






segunda-feira, 27 de julho de 2015

O poder dos sentidos

Imagem by Kyle Bean


Ao analisarmos o ser humano no seu dia a dia perceberemos que a sua vivência está relacionada com os sentidos em tudo. Seja na captação das percepções, seja no aparecimento dos sentimentos, tudo é tocado e armazenado através dos sentidos: visão, olfato, tato, audição e paladar.

Os sentimentos surgem quando os sentidos são acionados.

Sonhos, desejos, vontades...

O ser humano compra algo material para satisfazer algum sentido.

Logo, se observarmos atentamente o cotidiano a felicidade nada mais é que a junção de todos os sentidos de uma só vez.

Se a felicidade é um estado de espírito como dizem, eu diria mais, que a felicidade é quando os sentidos fazem do corpo uma plena festa.

Quer vender?
Toque.
Quer produzir?
Acione.
Quer ser feliz?
Sinta.

Quando a imagem toca, provoca, aciona e emociona.

Eureka, eis a magia da vida!


Tânia Gorodniuk




sexta-feira, 24 de julho de 2015

O milagre da vida!





Amanheceu
O sol chegou
O dia se fez
O corpo acordou.

O tempo passou
O relógio correu
E quem foi que olhou para o céu,
Para as árvores,
Notou as flores,
Percebeu o canto do pássaros?

Quem hoje se importou
Não com as horas,
Mas com o milagre da vida,
Com a magia de mais um dia estar vivo
E ter a dádiva de mais 24 horas de luz?

A gente muita vezes se importa com o que pega nas mãos
Mas não valoriza o que possa armazenar no olhar,
Eternizar no sentir,
Vibrar na alma,
O que pulsa no coração...

Hora de rever conceitos,
Remanejar valores.
O mundo só mudará
Quando houver um novo foco no olhar.

Uma foto tirada por mim do céu hoje
Desenhado de um jeito especial
Com pitadas de amor
Em cor rosa, rosa flor.



Tânia Gorodniuk





quarta-feira, 22 de julho de 2015

Senta, escuta e sente...



Olá!

Quer me conhecer?

Então vem, senta, escuta e sente.

Sou uma alma
Num corpo de mulher
Que sente
Deságua tudo o que quer.

Quem sou?
Uma luz divina
Que recebeu a chance de sentir
Através dos sentidos
A vida fluir
Dentro de si.

Como me conecto?

Simples.
Me aquieto no ninho
Um lugar de terra
Repleto de árvores,
Flores,
Pássaros
Um parque que tenha vida em constante movimento.

Me sento
Fecho os olhos
Sinto o vento
Silencio por dentro
Solto a alma no ar.

Assim fico por segundos,
Minutos, horas...
É inexplicável o prazer
Não há desejo de se mover
Só para que o mundo não deixe
Este momento único se perder.

Vim ao mundo com este dom
De sentir além do olhar
De ver além do horizonte
De perceber o que há de chegar...

Sinto a cada segundo
Um mundo
Sinto a cada toque
Uma energia
Sinto o que muitos não percebem
Porque não aquietam o seu eu interior.

Todos podem sentir,
Ver e tocar
Basta permitir por um instante
Silenciar.

Sou
Um vento que sopra
Um suspiro que se faz
Uma flor que ilumina
Uma vida com sabor de quero mais.

Sou e enquanto sou
Vivo
Aprendo
Prossigo
Levo comigo o que toca
Eternizo nos sentidos
A história de minha alma.





Tânia Gorodniuk



sábado, 11 de julho de 2015

A história de uma alma



Foi um vento que trouxe uma sensação
Num momento oportuno
O destino levou o corpo para passear
Num canto qualquer...

Nestas andanças o olhar se prendeu
Enquanto a alma reconhecia
O que há tempos havia tocado.

O coração se aconchegou
A mente nada compreendia
Apenas o corpo sentia
O que na alma vibrava
E mesmo sem entender nada
Seguia sem questionar.

Somos pontos que se conectam através dos tempos
Que se unem quando se encontram
Em sentidos e sentimentos.

O mundo é uma pequena aldeia
Onde todos em algum momento se aproximam
Mas poucos se reconhecem ao sentir na alma
O que o corpo um dia escreveu.

Um belo dia a alma encontrou algo conhecido
Feliz uniu-se ao que tocou
Embora nada o corpo via
A alma sentia o que estava pertinho
Vibrando...

O corpo sentia o cuidado
E amparado sorria pela vibração.

Havia momentos em que o corpo apenas queria tocar
Conhecer o outro ser que carregava a sua alma par
Aquela companheira
Que um dia tocou o seu olhar.

Histórias de uma alma que a vida leva de tempos em tempos
E o sentimento fica e eterniza para dizer
O quanto foi bom viver...

A alma leva
A história que o corpo escreve enquanto sente, vibra
E eterniza em sentimentos o que vivência.

A gente aprende
Enquanto entende
Que o tempo é passado, futuro e presente.

Tânia Gorodniuk








quarta-feira, 8 de julho de 2015

Amar é nunca deixar de sentir...



A cada anoitecer o corpo morre
Adormece
Para renascer ao amanhecer.

Durante o sono
Há o abandono da alma
A liberdade dos sentidos
Quando tudo voa em outro mundo.

Neste tempo
Tudo acontece
A mente solta o que ficou
Por tempos guardado.

Ao amanhecer
O corpo leve
Recebe a alma
Para um novo dia.

A vida é uma história de amor
Entre o dia e a noite
Entre o Sol e a Lua
E a gente continua
Morrendo
Nascendo
Vivendo
Sem se cansar...

Amar é nunca deixar de sentir
O amor a qualquer tempo
Em qualquer lugar.

Tânia Gorodniuk





domingo, 5 de julho de 2015

Sou assim mulher/menina menina/mulher...



Durante o dia sou mulher
A noite viro menina
Busco no sonho
Meu desejo
Risco
Rabisco
Desenho
Ouso
Deixo fluir
Ao despertar terei a energia para ser
Trarei a magia ao meu viver.

Sou assim
Mulher/menina
Menina/mulher
Que não se limita
Quando quer
E que faz a cada despertar a vida acontecer
Do seu jeito
Livre
Leve
Solto
Colorido
Repleto de luz e amor.




Tânia Gorodniuk


sábado, 4 de julho de 2015

É noite...



Fecho os olhos
O som embala o corpo
Enquanto a alma dança feliz.

Basta apenas um toque
Um sopro
Um vento
E dentro de mim
Tudo se faz.

Um sentir que chega
Aconchega
Beija...

De onde ele vem?
Só o tempo dirá
Quando num outro vento
Trouxer o que hoje toca
E em mim provoca todos os sentidos.


Tânia Gorodniuk




quinta-feira, 2 de julho de 2015

Releitura, é o que a mente procura a cada olhar!



Releitura
É o que a mente procura
A cada toque
A cada olhar
A cada vento
Que a vida traz conhecimento.

Não basta ser
É preciso aprender
Assimilar
Transformar
Inovar
Dar asas a nova criação.

A gente aprende o que chega
E liberta o que aprendeu.


Tânia Gorodniuk






Quando se quer, tudo acontece...

Quando o vento sopra Arrasta Invade Permeia Permite Que o sentir  toque Que os sentidos provoquem um sorrir. Quando o desejo v...