domingo, 19 de abril de 2015

Não vá embora...


Eu sei que às vezes
Você quer ir
Eu sei não é fácil
Resistir
Quanto mais o coração se mostra
Quanto mais sincera a alma fala
Quando a transparência se faz presente
Mais vulnerável
Eu fico
Eu apenas te peço
Não me deixe
Não me faça desistir
Ancore a minha força
Me encha de coragem
e me dê energia para seguir
Mesmo que às vezes recue
Me segure firme
Para que este vento passe
E não leve de mim você
Minha doce espontaneidade
Minha naturalidade
De viver
De ser somente eu.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

Somos na união um só sentir.

Somos eternamente luz Num corpo que procura Incessantemente Uma alma nua Que se desfaz cada vez Que os olhares se encontram Que os...