sexta-feira, 10 de abril de 2015

A prece



A prece é o instante em que o corpo paralisa
Os olhos se fecham
Para sentir o que há no coração.

A mente fala direto com quem a criou
Coloca para fora tudo o que sente
Enquanto ela mesma reflete em tudo o que libertou.

"Hoje o dia passou
Muita coisa não entendi
Outras me fizeram feliz
Enquanto algumas me fizeram pensar:
Para quê viver num mundo que se consome sem medidas, não aceita aprender o que a vida traz?
Foi quando lembrei de quem me fez.
Deus fez tudo perfeito e o homem a cada dia destrói
E nem por isto ele desiste, insiste em ensinar, por amor, por amar este mesmo homem.
Então quem sou eu para desistir?
Mesmo que me sinta um peixe fora d'água uma voz me diz: continue o caminho,
Haverá sempre alguém para encontrar numa curva qualquer que também está só.
Hoje eu peço
Prepara minha alma para receber mais luz
Traz ao corpo a força,
Ao coração amor
E a mente fé
Ao sentir o que ainda o corpo não vê.
Uma vez que me amou
Vou seguir por amor
Vou amar mesmo sem entender
Porque o amor traz o que falta
Transforma o que existe
E fornece o que nos faz.
Obrigada por mais uma lição
Nesta linda caminhada de pequenos aprendizados
E grandes transformações.
Amém."

Que a noite ilumine os corações
E traga ao amanhecer a leveza de um novo olhar.

Tânia Gorodniuk





Nenhum comentário:

Uma carta ao tempo...

Será que vale a pena? Será que alguém entende? Será? Será que as palavras ainda são capazes de levar o que se sente? Será que os ...