quinta-feira, 26 de março de 2015

Meu ninho - Parque da Água Branca/SP



Engraçado perceber a paz
A integração que se faz
Quando o coração conecta no olhar
O que vibra, flui por dentro.

Neste instante me sinto pertencente
Enquanto estou no ninho
Me sinto aconchegada,
Em casa.

O coração encontra o seu lugar
Sente o que há
Antes da mente saber
Antes do corpo vibrar
Antes do olhos perceberem
O que há para sentir e ver.

Um lago,
Uma fonte,
Várias árvores,
Diversos animais,
Algo comum aos olhos de quem vê
Algo sobrenatural aos olhos de quem sente.

Aqui conecto
Corpo, alma, mente e coração
Troco energias
Trago o que tenho
E recebo sempre mais.

Aqui neste pequeno/grande espaço
Eu toco a alma
E faço do corpo a conexão entre mundos
Desta e outra dimensão.

Libero o coração para voar
Relaxo o corpo
E deixo a mente silenciar...

Ninho
É um lugar onde tudo acontece,
Onde a mente repousa
E o olhar ousa se encantar.

Na diversidade dos bichos
Encontro uma lição
O animal dá antes de receber
Enquanto o homem só dá se recebe.

Se os animais são capazes de viver e se respeitar entre si
Uma vez que são irracionais
Por que o homem, um ser pensante, não consegue se colocar em seu lugar?
Um simples VISITANTE deste imenso paraíso itinerante.

O ninho me faz
O ninho ensina
O ninho traz
Tudo e um pouco mais.

Às vezes a gente olha para o mesmo lugar
E tem a nítida sensação de que algo mudou
Quando na verdade apenas mudamos
O nosso olhar,
O nosso interior.

Sem sentido
Sem sentimento
NADA tem efeito.



Tânia Gorodniuk



Nenhum comentário:

Um amor coragem...

O que me inspira e me faz flutuar Quando por algum motivo o chão se abre? Um amor coragem Um sentir que chega Abraça e aconchega ...