segunda-feira, 19 de março de 2012

Quando a alma fala, o corpo cala e a mente silencia.




Há tempos venho estudando o outro lado da vida
Venho tentando entender os sinais
E me aprofundar nos ensinamentos espirituais.
Todos os dias me surpreendo com uma nova descoberta
A todo instante é possível evidenciar a obra divina.

Quanto tempo a gente perdeu
Se importando com coisas sem sentido
Sem valor algum
Mas estou feliz
Porque em tempo eu consegui
Acordar e me abrir para o novo
Algo que conecta diretamente a minha história.

Agora sim
Eu posso entender o passado
Usufruir o presente
E esperar o melhor do futuro
Agora sim
Eu sei
O como
Sei prestar mais atenção
Ao que sinto
E entender melhor
A minha intuição.
Agora sim o canal está aberto
A antena posicionada
No lugar certo
Na estação correta
Agora
É somente viver
E deixar tudo acontecer.

Quando a gente aprende
A silenciar a mente
E calar o corpo
A alma fala, respira e vive
Só então a gente percebe
Que viveu num mundo a parte
E que agora sim
Vivemos no mundo certo
Real, nem tudo concreto
Mas o correto.

Quando a alma fala
O corpo cala
E a mente silencia
Só pra gente saborear a emoção com todo o prazer.

O mundo se faz pequeno
Quando a alma resolve falar
Tudo silencia
Só para ouvir...


Tânia Gorodniuk







terça-feira, 13 de março de 2012

Homenagem ao Fotógrafo


Fotógrafo é um ser de olhar diferente
Ele capta na gente a essência
E fotografa.
Ele consegue ver
Através da lente
O meu querer.
Quem pensa que apenas uma foto
Que ele faz
Se engana
Ele monta uma história
Perpetua na memória
Um momento bom.
A foto em si
Torna-se pequena
Diante do significado da imagem
O sentir
O olhar
O sonhar
Ver ali num pequeno pedaço de papel
A minha vida
A minha alegria
A magia do meu desejo
Você é um anjo
Que não sabe dizer
Mas registra tudo
Como ninguém.

A minha homenagem
À você grande pessoa
De alma de luz
Faz a minha história
Ser gravada
De um jeito todo
Especial.

Parabéns pelo seu olhar nota 1000!!!



Tânia Gorodniuk


segunda-feira, 12 de março de 2012

Homenagem ao Caminhoneiro



Minha vida solitária
Pelas estradas deste mundo
Pego a minha mochila
E entro no caminhão
Vejo a foto da família
Rezo e peço proteção.
Ligo o rádio
Assim não sinto a solidão
Viajo no pensamento
Olhando para o horizonte
Eu penso
Onde está meu coração.
No volante eu me sinto um rei
Direciono a minha vida
Lá de cima vejo tudo
Me sinto bem.
Nas paradas encontro os amigos
Jogo conversa fora, brinco
Tomo um café
Estico as pernas
Tiro um cochilo
E lá estou de volta
Pro meu caminho.
Dias e noites
Sem parar
A responsabilidade
Em primeiro lugar
Depois que a entrega foi feita
Eu respiro
Vou ao bar
Rever os amigos
E relaxar.
Assim é a vida
De quem vive na estrada
Minha paixão é esta.
Minha alegria
É a chegada
O abraço de quem amo
O beijo gostoso
A família reunida
Isso é o bom da vida!

Minha homenagem a quem faz a vida acontecer
À você caminhoneiro
O meu muito obrigado
Pela sua força e coragem
De se aventurar nas estradas
E abastecer este mundo de meu Deus
Você traz sem querer
A alegria
A paz
A energia
O sustento
Pra cada coração
Obrigada meu amigo!



Tânia Gorodniuk





Faça a Diferença!

Faça a vida acontecer Do seu jeito Através do seu olhar. Mostre ao mundo o seu talento Faça de acordo com o seu dom Cada um possui...