sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Talvez seja a hora de mudar




Talvez seja a hora de mudar
Nada permanece para sempre...

Admitir o que sou
É o primeiro passo para mudar
Saber o que quero
O que espero
e onde quero chegar

Não são respostas fáceis
Nem simples de achar
Mas você consegue
Se tentar

Hoje eu sei todas elas
E agora posso seguir
Novos rumos
Conquistar novos lugares
Ousar
E não ter medo de tentar
Recomeçar...

É hora de mudar!



Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

Hora de esperar... observar e sentir!

A gente fala, fala Enquanto ama Enquanto sente o amor latente A gente se cala Quando percebe que mesmo amando Incomoda Nesta hora ...