segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Segure a minha mão



Não somos ninguém sozinhos
Precisamos de uma mão amiga
Um abraço apertado
Um beijo carinhoso.

Enfim de alguém
Para dividir as experiências
Compartilhar as risadas
Entender as tristezas
Contar as alegrias
Ter o outro
Para compartilhar a emoção.

Segure a minha mão
Sempre que precisar
Ela é o apoio certeiro
O afago perfeito
Que te faz descansar.

Um amigo é aquele que te olha nos olhos,
Vê o fundo de sua alma
E entende o seu coração
Não questiona,
Não pergunta,
Simplesmente abraça e conforta.


Tânia Gorodniuk




Nenhum comentário:

Hora de esperar... observar e sentir!

A gente fala, fala Enquanto ama Enquanto sente o amor latente A gente se cala Quando percebe que mesmo amando Incomoda Nesta hora ...